11 de nov de 2012

Cena Aberta Nordeste.






Os conflitos e os desafios de viver num mundo árido e difícil ganham no espetáculo de dança contemporânea “O sertão Sou Eu”, que será apresentado Sexta e sábado, ás 20h, na casa da Ribeira. A montagem da Cia de Dança Art’Facto, oriunda de Pendências, é livremente baseada no clássico “O Grande Sertão Veredas”, de Guimarães Rosa. O espetáculo faz parte do edital Cena Aberta Nordeste.

A história narra a saga de uma luta pela sobrevivência no alto sertão. São desenrolados temas como as injustiças, a selvageria do cangaço, e um romance inusitado entre amigos/irmãos. "Ser duro é uma questão de sobrevivência no sertão, é preciso ter o sertão dentro de si para isso, e amar é um conflito nesse contexto", explica Anderson Leão (coreografo do espetáculo). Ele conta que o espetáculo estreou em Pendências com um sucesso inusitado.

A Cia Art'facto é composta por jovens bailarinos adolescentes, todos nascidos na cidade do oeste potiguar. Anderson Leão conta que, quando começou a criar a coreografia, percebeu que o grupo tinha uma forma própria de se movimentar e entender a dança. "Eles têm uma forma pessoal de traduzir aquilo que sentem. Eu enxerguei isso e passei a utilizar na montagem. Tem a cara deles, e é bem original", afirma.

O grupo foi criado em 2008, com o objetivo de criar condições de acesso à cultura e desenvolver habilidades sociais e artísticas através da dança contemporânea no interior do estado.